segunda-feira, 17 de junho de 2013

Nem Tudo o que é Legal é Moral !!! / Sandra Domingues

A Constituição garante a todos o Direito Essencial; O Direito à Vida e proíbe veementemente as seguintes penas:

Art. 5º Parágrafo XLVII - não haverá penas:

a) de morte, salvo em caso de guerra declarada, nos termos do art. 84, XIX;
b) de caráter perpétuo;
c) de trabalhos forçados;
d) de banimento;
e) cruéis;

No entanto...
A pena de morte é declarada pelos marginais, a qualquer momento, dia e hora, sem motivos, sem piedade ou dó....independente de estarmos ou não em guerra;

As famílias das vítimas são apenadas com a Prisão Perpétua...condenadas a chorar e sofrer até o último dia de suas vidas, pela ausência do ente querido;

Os presos não podem ter trabalhos forçados, mas bem sabemos que existem milhares de crianças, Brasil à fora, que trabalham feito escravos em troca de alguns míseros trocados, para ajudarem no sustento de suas famílias.;

Ninguém pode ser banido, exilado, expulso do país, porém o Paulo Pavesi teve que ser exilado e fugir do Brasil por acusar médicos de terem retirado os órgãos do seu pequeno filho, que havia sido dado como morto, quando na verdade ficou provado posteriormente que o menino Paulinho estava vivo;

Existe mais crueldade do que você ver um chefe de família, sair de madrugada, com a marmita vazia...para ir em busca do sustento de seus filhos e de sua família...trabalhar de Sol a Sol e receber muitas vezes apenas um salário mínimo, no valor de R$ 622,00 enquanto o marginal, que tira a vida dos nossos entes queridos recebe R$ 915,00 de auxílio com a "bolsa bandido"...

* Fazendo logo um adendo para os DEFENSORES DE BANDIDOS nem precisarem se manifestar...Sei que o benefício se estende aos filhos do preso e somente àqueles que tinham carteira assinada ou que contribuíam com o INSS na ocasião do delito...ainda que entenda que os filhos não podem e não devam pagar pelos erros dos pais, não me parece JUSTO que o filho da vítima receba, em boa parte dos casos, um salário mínimo enquanto o filho do marginal tenha direito a um valor fixo de R$ 915,00

Existe maior crueldade do que saber que os nossos amigos de luta passam os finais de semana visitando os filhos e entes queridos numa cova fria de cemitério, enquanto os MARGINAIS recebem visitas íntimas e gozam dos prazeres da vida...completamente alheios e indiferentes a dor que causaram a essas famílias?!

Aos amigos, advogados, promotores e juízes...

"Teu dever é lutar pelo DIREITO, mas o dia em que encontrares o DIREITO em conflito com a JUSTIÇA, lute pela JUSTIÇA" (Eduardo Couture)


"Quando temos que ser a voz dos inocentes Justiça é o que se Busca" 

Nenhum comentário:

Postar um comentário