sexta-feira, 11 de janeiro de 2013

Sobre a leveza... / Guilherme Antunes


Leveza se faz quando coração nem pensamento pesam mais. Irmã caçula de inocência; leveza é sustentação. É dar a volta ao mundo num balão, começo de férias, cheirinho de bebê, nosso cafuné. É também passagem de ida da amargura; lágrima que se evaporou em nuvem a nos abrigar nos tempos áridos. Leveza é certidão de amor sereno que guardo no bolso; é o presente que se despreocupa dos irmãos futuro e passado que já caminham por eles mesmos. Leite com chocolate, algodão doce, cheiro de flor quando ri, livro infantil, nosso rodapé. Receita de sucesso da dieta da Alma que já foi pesada; é aquilo que você passa a sentir por não sentir mais, e que preenche. Manto protetor com jeitinho de lençol, leveza é gratidão para os dias de lua, as noites de sol e também para as tardes chuvosas e cinzentas. Leveza se reflete no olhar macio a ler poesia como lição, no sorriso como ponte e na tristeza como semente.
Sobre a leveza...

Leveza se faz quando coração nem pensamento pesam mais. Irmã caçula @[100001366572239:2048:de] inocência; leveza é sustentação. É dar a volta ao mundo num balão, começo de férias, cheirinho de bebê, nosso cafuné. É também passagem de ida da amargura; lágrima que se evaporou em nuvem a nos abrigar nos tempos áridos. Leveza é certidão de amor sereno que guardo no bolso; é o presente que se despreocupa dos irmãos futuro e passado que já caminham por eles mesmos. Leite com chocolate, algodão doce, cheiro de flor quando ri, livro infantil, nosso rodapé. Receita de sucesso da dieta da Alma que já foi pesada; é aquilo que você passa a sentir por não sentir mais, e que preenche. Manto protetor com jeitinho de lençol, leveza é gratidão para os dias de lua, as noites de sol e também para as tardes chuvosas e cinzentas. Leveza se reflete no olhar macio a ler poesia como lição, no sorriso como ponte e na tristeza como semente.

Guilherme  Antunes

Nenhum comentário:

Postar um comentário