quinta-feira, 27 de fevereiro de 2014

Amigos imaginários ou Psicose???

As Coisas Mais Bizarras que uma Criança Pode Falar Sobre Seus Amigos Imaginários / Autor Desconhecido...



Vamos começar do início, ter amigos imaginários não é tão incomum quanto parece, e isso não se resume apenas quando a criança fala com o "ar", mas também quando elas dão "vida" a objetos, como por exemplo ursinhos de pelúcia. Esse é um processo que segundo alguns pesquisadores apontaram, geralmente acontecem com crianças entre 5-7 anos, e ocorrem com mais frequência quando acontecem mudanças drásticas na vida da criança, seja pela mãe ter ficado grávida, quando um dos pais estava ausente, mudança de casa. Coisas que para nós é completamente normal, mas que para uma criança é uma grande mudança. 

Eu entendo que um amigo imaginário é completamente feito pela mente da criança, e que a criança sabe que ele é fruto do pensamento dela, e que ele não é real. Mas vejam bem, pra mim quando alguém começa a falar sozinho eu já penso no seguinte: Ela esta falando com um fantasma! E corajoso e valente do jeito que sou, prefiro minha distância, de preferência alguns quarteirões de  no mínimo. Só que não para por ai, ver uma criança falando com seu amigo imaginário é aceitável, o problema é quando ela começa a falar coisas estranhas! Segue algumas das coisas mais estranho que uma criança já disse sobre seu amigo imaginário!

1: Meu filho que tem 3 anos sempre me fala sobre esse "Homem Estranho" que vive no quarto dos meus pais. Ele sempre fala isso depois que a gente vai visita-los. Um dia eu cometi o grande erro de perguntar como ele se parecia, e meu filho respondeu: "Ele não tem uma face."

2: Quando minha filha tinha 3 anos, ela tinha uma amiga imaginário chamada Kelly que vivia em seu armário. Kelly ficava sentada em uma pequena cadeira de balanço enquanto ela dormia ou brincava com ela, típica coisa de amigos imaginários. De qualquer modo, depois de dois anos, minha mulher e eu estávamos vendo o novo filme de "Amityville" e nossa filha aparece bem quando a garota morta está com os olhos pretos. Longe de ficar assustada, ela diz: "Ela parece com a Kelly, vocês sabem, a garota morta que vive no meu armário."

3: O pai de um dos meus estudantes me contou em uma reunião, que ela estava preocupada com seu filho de 7 anos, pois ele conversava e brincava com um "fantasma" em seu quarto. Ele disse que o fantasma era chamado de "Capitão" e era um cara velho com uma barba. O garoto contava aos pais que o Capitão fava que quando a criança crescesse, seu trabalho seria matar pessoas, e o Capitão ainda disse quem teria que ser morto. O garoto chorou e disse que não queria matar ninguém, mas o Capitão disse que ele não tinha escolha, e que eventualmente se acostumaria com a matança.

4: O amigo imaginário do meu irmão pequeno se chama Roger, e ele vive embaixo de nossa mesa de café. Roger tem uma mulher e 9 filhos e viveram pacificamente conosco por três anos. Um dia, meu irmão anunciou que Roger não ia estar mais por perto, pois ele tinha matado toda sua família. Não sei se ele se lembra disso, mas a sua completa falta de remorso é no mínimo preocupante.

5: Minha filha costumava me dizer que um homem vinha até seu quarto todas as noites e fazia o sinal da cruz em sua testa. Eu pensei que era apenas um sonho, então um dia quando minha sogra estava vendo algumas fotos de família com minha filha, quando ela parou na foto meu sogro (que estava morto a mais de 16 anos), ela apontou e disse "É esse o homem que aparece no meu quarto todos os dias!" Meu marido depois me contou que seu pai sempre fazia o sinal da cruz em sua testa quando ele era menor.

6: Quando minha filha mais velha tinha entre 2 e 3 anos, ela costumava ter alguns amigos imaginários, Dodo e DeeDee. Eles eram típicos amigos imaginários, Ela conversava e brincava com eles, e contava-me sobre suas vidas.

Um dia, enquanto ela estava brincando em seu telefone de brinquedo, eu entrei no quarto e ela "desligou" seu telefone e disse para mim (com uma voz completamente distante) "O Mal está vindo."

Isso me deixou morrendo de medo, ela realmente tinha um amigo imaginário chamado "O Mal."

No fim das contas, "O Mal" era um amigo bem legal, apenas tinha um péssimo nome.

7: Meu irmãozinho costumava dizer que uma mulher visitava o seu quarto toda noite. Ela usava um vestido vermelho e seu nome era Frannie, ela flutuava e cantava pra ele.

Eu tive um parente que morreu alguns anos antes de meu irmão nascer, sua cor favorita era vermelho e eu acho que ela foi enterrada em um vestido vermelho. Quando nós lhe mostramos uma foto dela ele disse que era ela quem visitava ele. Como se não fosse o bastante, ele também disse que um homem chamado Jacob, que se vestia como um cortador de madeira, dormia em minha cama.

8: Quando meu irmão era pequeno ele agia como se tivesse anjos tomando conta dele todo segundo. um dia minha mãe escutou ele dizer: "Eu não posso matar ele! Ele é meu pai!"

9: Quando eu era pequeno eu tinha vários amigos imaginários, humanos e animais. Um dia minha mãe notou que eu não falava sobre eles em um tempo, e quando me perguntou o que aconteceu com eles, eu calmamente respondi que eles tinham se envolvido em um acidente de carro e estavam mortos.

Como se apenas um filho dizendo tais coisas não fosse o bastante, quando meu irmão estava aprendendo como falar, ele agarrou um daqueles martelos de brinquedo e se subiu no sofá enquanto meu pai estava dormindo. Então ele se aproximou e disse em sua orelha: "Bater na cabeça do papai".

10: Minha prima de 5 anos tinha um coelho de pelúcia com quem ela conversava todos os dias. Um dia, ela estava dormindo no sofá enquanto eu estava tomando conta dela, em um momento ela estava dormindo pesado, e de repente ela estava acordada, encarando e gritando com o coelho: "Não! Você não pode fazer isso! Isso é feio! Não faça isso!". Quando eu perguntei o que estava acontecendo, ela agia como se eu não estivesse lá. Eu peguei o coelho e levei longe dela, quando voltei ela estava dormindo novamente como se nada tivesse acontecido. Dane-se o que o coelho estava planejando.

11: Eu costumava ouvir vozes a noite quando eu tinha por volta de 4 anos, elas costumavam falar coisas do tipo "Ele já está dormindo? Não, ele só está fingindo" Então eu escutava passos em meu quarto, o que me deixava com muito medo, e eles riam, isso quando eu não estava constantemente apanhando deles em sonhos. Na casa viviam eu e meus pais, e não eram meus pais. Eu os chamava de "Os garotos malvados da cozinha". Hoje tenho 39 anos e meu filho que tem 6 uma vez me disse que seus amigos (imaginários) o deixavam com muito medo, mas o estranho foi os detalhes que ele me deu, a casa e os "garotos malvados da cozinha" e como eles costumavam bater nele em sonhos, o que me deixou apavorado, pois era muito parecido com o que eu havia tido. De repente eu voltei a ter 4 anos de idade.

Não sei vocês, mas enquanto eu escrevia isso aqui, eu devo ter olhado umas 20x para trás. Morro de medo disso, uma coisa é você pensar no apocalipse zumbi, outra é pensar em crianças falando com voz assustadora sobre o seu amigo imaginário chamado "O Mal".
FONTE
BuzzFeed

2 comentários:

  1. tenho 14 anos e já tive um amigo imaginário chamado Abell, ele me dizia em quem confiar, e quem eu não devia, tinha que tira-los do meu caminho, e era oque eu fazia.Ao contar sobre ele para um garoto que eu gostava, Abell se enfureceu e desapareceu. Agora eu tenho a Samara, ela age estranhamente, ela só toma conta do meu corpo e faz coisas estranhas. Mas nada ameaçador, ainda.

    ResponderExcluir
  2. Você faz terapia? Já contou a alguém? Divida isso para se sentir mais seguro...abraço, Bya.

    ResponderExcluir