sexta-feira, 15 de novembro de 2013

POEMA DE MARI ALEXANDRE

Se eu fosse escrever
uma carta para o meu amor,
começaria por contar que os
meus dias não são mais os mesmos.
A vida que sempre foi linda e encantada,

algo ficou diferente nela.
Todo este mistério,
não quero decifrar.
Contaria que o brilho de seus olhos,
iluminam o meu olhar.
Que o seu sorriso largo, é a beleza
que faz florescer os meus dias.
Que viver sem ele,
tudo perderia o mistério dessa magia,
que tanto me faz feliz.
Que o sentimento que brotou
aqui dentro é novo,
diferente de tudo jamais sentido.
Não sei que nome dar a este sentimento.
que me faz sentir como se não fosse mais
um só ser.
Que gostaria de continuar sentindo tudo
isso: hoje, amanhã e depois de amanhã.
Até quando for bom sentir.
O meu sorriso é fruto de seu riso.
E terminaria agradecendo por estar me colhendo e,
acolhendo nesse sentimento
tão bom de viver.
Esse sentimento que me faz sentir uma estrela
no chão.


 

Nenhum comentário:

Postar um comentário