sexta-feira, 17 de agosto de 2012

QUANDO AS MÃOS SE ENTRELAÇAM A DOR DIMINUI

“O problema é que queremos que as pessoas entendam como estamos nos sentindo, mas a verdade é que nem nos mesmos sabemos. O problema é que existem pessoas que se importam, mas não acreditamos em nenhuma delas. É uma espécie de paradoxo. Fugimos na intenção de que alguém nos procure. Vamos embora na intenção de que nos peçam pra ficar. Não dizemos, mas queremos que percebam. É confuso, é complicado. O problema é sermos humanos, o problema é termos sentimentos.”



Nenhum comentário:

Postar um comentário