quarta-feira, 1 de agosto de 2012

Compreendendo crianças que passam a praticar o abuso sexual / Christiane Sanderson

Yuri


"O irmão mais velho do Yuri era a menina-dos-olhos da mãe e nunca fazia nada de errado. Frequentemente, eles ficavam sozinhos quando a mãe saía à noite para trabalhar em um bar. Em sua ausência, o irmão de Yuri transformava-se de anjo em monstro, que aterrorizava os irmãos por meio de força física e violência. À medida que Yuri foi ficando mais velho, o irmão começou a separá-lo dos outros para abusar sexualmente dele. Isso se tornou rotina todas as noites em que a mãe saía para trabalhar. Yuri estava muito aterrorizado para revelar qualquer coisa, por medo da violência do irmão. Ele, então, se fechou no silêncio. Mostrava-se obediente, prestativo e sempre pronto a agradar. Nunca ficava com raiva e era extremamente dócil. Sob muitos aspectos, era um modelo de criança.
O que a mãe não sabia era que Yuri se sentia tão profundamente envergonhado que acabou se escondendo e se afastando dos colegas e de todas as atividades sociais. Ele se tornou muito estudioso e o que mais desejava era ficar em casa trancado em seu quarto, estudando ao computador. Yuri, porém, passou a ficar tempo demais no quarto, sobretudo depois das agressões sexuais. E não era para estudar. Yuri pegava uma lâmina de barbear e começava a ferir o pênis e os escrotos. Isso passou despercebido durante algum tempo, até que em uma noite sua mãe entrou no quarto e o viu desmaiado em meio a uma poça de sangue. Levado ao hospital às pressas, os médicos conseguiram salvar a vida de Yuri e sugeriram que ele fosse internado para passar por um tratamento psiquiátrico. Foi então que a mãe do Yuri veio a descobrir a extensão do abuso sexual que tinha acontecido por vários anos e o impacto que isso tiver sobre ele."









Nenhum comentário:

Postar um comentário