segunda-feira, 28 de maio de 2012

Polêmica criada com o depoimento da XUXA / Bya Albuquerque

Antes de tudo quero deixar bem claro que não sou e nunca fui fã da XUXA...alias, ninguém aqui de casa. Mas uma coisa é o meu apreço pessoal e outra, a solidariedade.
Tenho lido...ouvido vários tipos de declarações, comentários, críticas. Falar é fácil...passar por abuso e revelar é que não é nem um pouco.
Pode até ter sido um golpe de publicidade...porém isso não exclui a dor da violência. Eu não posso acreditar que a XUXA iria se expor tanto, sendo tão querida por vários tipos de público e, principalmente, expor a filha Sacha, a quem ela ama muito. Ela simplesmente não precisa disso...
Muito dizem: por que somente agora. E eu, como uma vítima, respondo: cada um tem a sua hora...a hora certa e não cabe a ninguém julgar quando essa hora deve chegar. Quem passou por um abuso sexual entende bem o que estou falando...
Muito dizem: ela foi devassa. Devassidão é uma das consequências do abuso sexual, assim como: prostituição...frigidez...não conseguir um relacionamento com alguém ou ficar quieta na hora de NÃO sentir prazer... homossexualismo.
Muito dizem: ela só quer publicidade para não ser esquecida. Acho que ela não precisa disso. Tem fama e dinheiro de sobra...
O mais importante que sendo um ícone da televisão, alavancou a campanha contra o abuso sexual e, para nós que lutamos por essa causa, deve bastar.
Recebi muitos e-mails e mensagens falando que nós, "pobres mortais", não conseguimos tanta divulgação. Mas para quem quer realmente ajudar, isso não deve importar...ao contrário, devemos ficar contentes pelo fato de várias celebridades darem o seu grito e com isso, chamar atenção para a nossa luta.
Realmente, a única coisa que eu não concordo é com a Lei Joanna Maranhão (com o nome). Há pessoas que mereciam muito mais carregar essa bandeira. O que aconteceu com aquela menina, do interior de Pernambuco, a qual foi engravidada pelo namorado da mãe aos nove anos e deu à luz aos gêmeos com dez. Aquela que a hipocrisia de muitos e da igreja não a deixaram abortar...??? Para mim, é o nome dessa pequena guerreira sofrida que a lei deveria levar. Mas moramos num país onde as celebridades predominam e são cultuadas. Nada contra, desde que sirvam à causa e não se omitam.

Nenhum comentário:

Postar um comentário