quarta-feira, 17 de março de 2010

Arco Vida - Webert Gomes

Arco-Vida. É assim mesmo que minha vida segue.Altos e baixos.Dias escuros, nublados, cinzentos...Áridos.Iluminados, alegres, radiantes.Amarelo, azul, cor-de-rosa...Como num árco-íris,Minha vida segue,Alternando as cores,Buscando por águas para sobreviver,Para reforçar as próprias coresE não se dissipar.Não se dissolver.Não se perder no universo que a subsiste.Encanta a visão de alguns.Enriquece algumas paisagens.Mas para outros parece só mais um arco-íris.Alguns o sentem.Alguns o cientificam.Outros não o vêem.Mas está ali: fato!E alguns tentam se comunicar com ele,Como crianças vibradas por suas cores.Ele tenta se expressar através delas,Coloridas pelas emoções,Pelas qualidades e pelos talentos.Tenta se comunicar consigo mesmo também.Entender-se.Mas não é fácil.Feliz, ele se mantém.Por vezes, aparece grande.Outras, pequeno.Mas é sempre o mesmo.E o roxo o renova.Não sabe-se quando o arco-íris se dissipará.Mas enquanto existir, será sempre ele mesmo,Brilhando gradativamente,Nos dias cinzentos e também nos dias claros.

Um comentário:

  1. Que lindo esse post aqui e saber que de alguma forma estas palavras lhe representam também. E, claro, o misto de cores ficou ótimo! Rsrs. Abraços!

    ResponderExcluir