terça-feira, 9 de março de 2010

Abuso Sexual

Infelizmente, a cada dia ouvimos cada vez mais notícias sobre abuso sexual / pedofilia. Parece que virou uma rotina. O pior é que é isso mesmo. Só que antes o tema era um tabu e hoje há mais consciência sobre a gravidade do assunto.
É nojento, horripilante, degradante ler / ouvir as histórias das pessoas que sofreram o abuso. Depressão, ansiedade,vários tipos de fobias são as consequencias de tudo isso. Gravidez indesejada, rejeição familiar, baixa estima, tentativas de suicídio são os resultados prováveis dessa violência. Basta conhecer algumas histórias para se sentir um felizardo, um vencedor. Mesmo para aqueles que sofreram o abuso, sempre há histórias mais tristes e repulsivas. O pior que se comenta o assunto na hora do acontecido. Mas esquece-se o depois! Não importa se você foi abusado por dois dias ou vinte anos. A impotência, o horror, a tortura emocional que prevalecem são os mesmos.
Que bom que hoje em dia o assunto veio à tona. Que bom que o repúdio é quase geral. Mas, infelizmente, não acabou. Políticos, empresários, usam do seu poder para abusar e calar. Só fica uma pergunta: até quando? Até quando pessoas violentadas continuarão se violentando na própria consciência, no próprio físico ou emocional. Não basta somente divulgar, comentar. É preciso punir e dar assistência ao abusado. Quem sabe, assim, ele recupera a sua moral e dignidade e, em vez de ser um "peso" para a sociedade por causa das ditas consequencias, ele seja um cidadão útil e cooperativo.
Sei que não há como acabar com a violência sexual. Mas se cada um fizer a sua parte, no sentido de denunciar, de divulgar, poderemos inibir ao máximo esse mal.

2 comentários:

  1. O assunto sobre o abuso sexual está todos os dias na mídia. O grande perigo é virar rotina e banalizarem a situação. Será uma pena, pois o que está acontecendo é muito sério.

    ResponderExcluir
  2. Sim Maria, cabe a nós não deixar que vire banalização. Abraços.

    ResponderExcluir