terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

Omissão

Significado de Omissão

s.f. Ato ou efeito de omitir.
Falta, lacuna.
Falta de ação no cumprimento do dever; inércia; desídia.

Sinônimos de Omissão

Durante toda vida convivi com a omissão. A omissão de responsabilidade do meu pai, que só queria se satisfazer comigo. A omissão total da minha mãe, que preferiu não acreditar e deixou para lá...E mais tarde, a omissão da minha irmã, que deixou bem claro que o problema não era dela e que não ia se envolver. Houve a omissão da família paterna, que sabia que havia alguma coisa errada comigo, mas preferiu se calar. No colégio, houve omissão do grupo pedagógico, que viu que alguma coisa estava muito estranha comigo (notas baixas, choro às vezes na aula, timidez ao extremo) e que não fez nada. Como uma excelente aluna, sempre a primeira da classe, poderia decair tanto...? Por que, às vezes, eu chorava na classe? Nunca ninguém do corpo pedagógico procurou saber, nem comigo e nem com os meus pais. E isso num colégio particular / tradicional / religioso... E é por isso que eu sempre afirmo: o pior crime, a pior violência é a OMISSÃO. Até hoje, aos 43 anos, ainda sofro desse mal. É a família que me condena e acusa ser eu a causa da morte do meu pai; é a minha mãe e minha irmã que dizem que sou louca e que inventei o abuso (já passei numa avaliação com psicólogos e psiquiatra, e de louca eu não tenho nada!). Família do meu marido, que sente vergonha e não quer saber. Alguns amigos,que dizem que eu deveria me calar e não me expor. Personalidades (políticos / artistas, etc.) a quem recorri pedindo apóio para a divulgação desse tipo de violência (sexual) e que nunca me responderam. No entanto,diante das camêras de televisão, bradam contra a pedofilia e abuso sexual. Mas, o que dói mais e muito é a omissão da minha mãe. Sou mãe. Sei o que é sentir o amor pelos filhos e tentar protege-los. Estou falando sobre mim, mas é lógico que há outras omissões, principalmente em relação à violência. 
Meu marido sempre reclama com o tempo que eu gasto no orkut e no facebook. Pois, como provei e estou ainda digerindo a omissão, procuro não praticá-la. Faço questão absoluta de responder a todos, de curtir e compartilhar e, às vezes, quando a vergonha permite, fazer os comentários. Isso no meu face particular e no orkut e face da Bya. Somente ganhei com isso. ganhei muito mais que amigos virtuais, vários já viraram "amigos de coração". Nunca deixo de aceitar uma solicitação. Pois se a pessoa solicita uma amizade é porque tem algum motivo. E como espírita, acredito plenamente que todas as pessoas que passam pela nossa vida (mesmo virtualmente) têm algum propósito, tem o porquê. Hoje em dia, já não preciso fazer a divulgação da minha causa sozinha, pois os amigos estão sempre ajudando. E nem depender de alguma "celebridade" para isso. No nosso mundo paralelo, o dos que sofreram algum tipo de violência, encontrei pessoas maravilhosas. É há muitas pessoas, que mesmo sem terem sido abusadas, ajudam, dão apóio, divulgam e, principalmente, demonstram carinho e compreensão. E também oferecem o ombro amigo (mesmo sendo virtualmente) para desabafar. Esses lindos "anjos" não imaginam como é bom ler: "eu estou aqui". Como é bom saber que tem alguém para ouvir...Quanta diferença isso faz! Talvez elas não imaginam, mas conheço casos, em que esse apóio e carinho evitou o suicídio.


Chega de omissão!!! Não adianta nada lutar contra a violência, enquanto a omissão persistir e existir. Um sorriso, um afago, uma palavra carinhosa, um olhar que diz "eu te entendo"; tudo isso custa pouco e os ganhos são muitos.


Desejo muita luz e harmonia a todos os meus amigos, sempre agradecendo o Plano espiritual por eles.

Nenhum comentário:

Postar um comentário